Dicas para facilitar a adaptação do seu filho na escola

período de adaptação na educação infantil, adaptação escolar, adaptação e acolhimento na educação infantil

Dicas para facilitar a adaptação do seu filho:
Reserve pelo menos uma semana para fazer a adaptação de seu pequeno.
Leve-o para conhecer a instituição escolhida.
Cuidados devem ser tomados nesse período de adaptação em relação a: troca recente de residência, retirada de chupeta ou fraldas, troca de mobília do quarto da criança, perda de parente próximo ou animalzinho de estimação.
Inicie o processo explorando e brincando com ele por alguns minutos no primeiro dia. Estimule a criação do vínculo entre seu filho e a professora (não tenha ciúme, essa será apenas mais uma das relações que ele terá com diferentes pessoas ao longo de sua vida). O vínculo com a professora é muito importante para facilitar a adaptação da criança.
Aos poucos, vá deixando de interagir com ela, permitindo assim que a criança brinque mais com os colegas e professoras. Desta forma ela vai se acostumar com seus novos companheiros e começar a entender que a mamãe não ficará naquele espaço.
Aumente gradativamente o tempo de permanência de seu filho na escola até que ele esteja adaptado. Não espere que ele fique cansado para levá-lo de volta para casa. Esse “gostinho de quero mais” é o que vai instigá-lo a voltar no dia seguinte.
Procure estabelecer uma rotina desde o momento que vocês saem de casa para a criança entender o que acontecerá e ficar mais segura.
Converse muito com seu filho e explique exatamente o que vai acontecer, quando você vai se despedir, por que, o que você fará neste período, o que ele fará e quando voltará para buscá-lo. Passada a adaptação, quando você decidir ir embora, seja firme em sua decisão. Mesmo que seu filho chore, despeça-se com tranquilidade e diga sempre que você vai embora, mas voltará para buscá-lo, que ele vai brincar muito e que a escola é um ambiente legal e repleto de novidades. Não volte atrás na sua decisão, pois a criança perceberá facilmente sua insegurança e também ficará receosa. Tenha em mente que, se acontecer, o choro passará em poucos minutos. Essa é apenas uma adaptação a uma nova realidade que seu filho está enfrentando.
O choro na hora da separação é comum e nem sempre significa que a criança não queira ficar na escola.
A ausência do choro não significa que a criança não esteja sentindo a separação. Não force com violência e ansiedade a criança a ficar na escola.
Lembre-se de que o educador atende às crianças em grupo, procurando distribuir sua atenção, igualmente, promovendo junto com a mãe a integração da criança.
Poderão ocorrer algumas regressões de comportamento durante o período de adaptação.
É comum se verificar, nessa fase, uma ambivalência de sentimentos.
Não é fácil presenciar nossos pequenos chorando ou angustiados, afinal, queremos privá-los de qualquer situação que lhes cause sofrimento, mas, acredite, a insegurança nesse início é normal e cabe a você fazer dessa adaptação um período tranquilo e sem traumas.
Força e Boa Adaptação!

2 comentários:

Não esqueça de dar sua opinião, deixe um comentário. Também avise-nos caso algum link esteja off. *-*